17/06/2015

O segundo melhor leite para o seu bebê

 

O SEGUNDO MELHOR LEITE PARA O SEU BEBÊ

 

O melhor leite para o bebê, já sabemos, é o leite materno. Mas se, por algum motivo, o bebê não puder ser amamentado, qual a melhor opção? Nan?

Nan-nan-nin-nan-NÃO! O segundo melhor leite para o seu bebê é o leite da semente de abóbora, que vamos ensinar como preparar. Testado e aprovado pelos bebês aqui do Catimbau, é um leite tão suave que foi bem aceito até mesmo pelo aparelho digestivo fragilizado de uma bebezinha pré-matura que não pode ser amamentada pela mãe e que há semanas chorava com cólicas. Resultado: acabou o chororô e a despesa com o leite Nan.

Além de produzir um leite delicioso e saudável para todas as idades, a semente de abóbora é rica em proteínas, vitaminas e minerais importantes como magnésio e zinco. Ela é também rica em antioxidantes e é anti-inflamatória, bactericida, fungicida e vermífuga.

O bebê vai ficar bem nutrido e dormir gostoso porque além de magnésio, zinco e vitaminas do complexo B que ajudam a relaxar e dormir bem, a semente de abóbora é também rica no aminoácido triptofano, que é precursor da serotonina e melatonina, hormônios que garantem uma boa noite de sono.

Leia também o nosso artigo sobre as maravilhas da semente de abóbora. Agora, a receita do leite.

 

LEITE DE SEMENTE DE ABÓBORA

As sementes de qualquer espécie de abóbora podem ser usadas para fazer o leite. Contudo, as espécies de sementes brancas, como, por exemplo, o jerimum caboclo do Sertão, possuem uma quantidade maior de sementes.

É comum os vendedores de abóbora descartarem as sementes. Sugiro, então, que você procure um vendedor na feira e se ofereça para comprar as sementes. As sementes brancas “cruas”, vendidas em lojas de produtos naturais, não são cruas de fato: elas recebem uma leve torra. Podem ser consumidas mesmo assim, mas não as recomendo para o leite do bebê.

As sementes de abóbora cruas, especialmente depois de ficarem algumas horas de molho, são mais saudáveis e também mais saborosas. As sementes que acabaram de sair da abóbora também estão livres de fungos e qualquer outro tipo de contaminação que possa acontecer no transporte e armazenamento da semente. Esse fato, por si, aliado ao fato de ser muito raro reações alérgicas a semente de abóbora, tornam o leite dessa semente superior aos demais leites de sementes, especialmente quando consideramos que será oferecido a um bebê.

 

PREPARANDO O LEITE

Remova as sementes da abóbora e observe se alguma delas está germinada. A semente germinada é aquela em que cresceu um “rabinho” (não confundir com fibras da abóbora que às vezes ficam presas à casca da semente). Embora seja recomendável, para quase toda espécie de semente, deixar que germinem, a semente de abóbora é uma exceção, pois, quando germinada, fica absolutamente intragável!

Coloque as sementes em um escorredor de arroz e lave-as, sob água corrente esfregando com um paninho para remover os resíduos de abóbora. O pano ajuda a esfregar as sementes escorregadias. Enxágue com água filtrada e depois deixe de molho em água filtrada por 8 a 12 horas. Esse período de hidratação é importante para eliminar anti-nutrientes como fitatos e ativar as enzimas adormecidas: um simples procedimento que tornará a semente mais digestiva e aumentará a biodisponibilidade dos seus nutrientes.

Escorra as sementes e descarte a água do molho. Coloque as sementes no liquidificador e bata com água de coco ou água filtrada na proporção de três medidas e meia de água para cada medida de sementes. Ou seja, para uma xícara de sementes hidratadas e escorridas, use três xícaras e meia de água. Vá acrescentando a água aos poucos para moer bem.

O ideal é que a água esteja gelada, pois o atrito do liquidificador esquenta o leite e isso pode fazer o leite azedar em menos tempo. Coe em um saquinho de voal ou em um coador de café de nylon.

O leite preparado com água de coco fica mais saboroso e mais nutritivo. Além disso, a água de coco ajuda a limpar o aparelho digestivo, eliminando os gases que causam cólicas no bebê.

Se preparado com água de coco, o leite deverá ser consumido em 24 horas, no máximo. Se preparado com água filtrada, pode durar até três dias na geladeira. Contudo, para o bebê, o leite não deve ser dado se passadas mais de 8 horas do seu preparo.


DICAS

O leite é saboroso e adocicado. Prove antes de dar ao bebê. Se o leite estiver amargo, descarte. Possivelmente alguma semente germinada entrou na mistura.

Se quiser um leite mais encorpado, diminua a quantidade de água.

Se for preparar o leite com menos que uma xícara de sementes, o ideal é usar um liquidificador que tenha filtro: aquela peça longa, furadinha, que encaixa dentro do liquidificador, em volta da hélice. Coloque as sementes dentro do filtro. Assim conseguirá tritura-las bem.

Se não for usar todas as sementes que tirou da abóbora, lave-as e deixe-as secar ao sol para usar depois. Se as sementes estiverem bem secas, conservarão bem, mas não guarde as sementes úmidas: mesmo na geladeira elas poderão criar fungo. Outra alternativa é colocar as sementes de molho e guardar dentro da geladeira para usar no dia seguinte. Estando imersas em água, elas não germinarão nem criarão fungo.

« Veja todas as notícias

Visita Virtual Fotos Testemunhos Perguntas Frequentes
Sítio Serra Verde, Catimbau, Buique - PE
Fone: 87 99904.8080 (Tim/Whatsapp)